Pular para o conteúdo principal

Do 11 de Setembro a irreversível auto-destruição da Europa


Por: Eduard Limonov

O processo já começou, o processo de auto-destruição do Ocidente...O escritor e político Eduard Limonov fala sobre o porquê da migração atual para a Europa em suas consequências pode ser comparados ao 11/09

Após o 11 de setembro de 2001, o mundo mudou para pior. Claramente, vimos que ele mudou nos aeroportos. O rastreio dos passageiros tornou-se uma rotina. Vocês todos já passaram por isso sozinho. Portanto, eu não vou tentar descrever pois é o óbvio.

A grosso modo, o mundo tornou-se menos democrático. Em resposta à tragédia de 11/09 há muito mais policiais e elementos do totalitarismo. Em todos os lugares: nos Estados Unidos, e nos velhos continentes, menos na descuidada Europa.

EUA, a fim de punir alguém pelo crime de 11/09, invadiu o Afeganistão, que aninhado pacificamente em sua versão particularmente belicosa da Idade Média, sob o pretexto de que o Afeganistão estava abrigando Bin Laden, e que esse "encrenqueiro da Arábia" organizara os ataques terroristas Em New York. Pessoalmente, penso que Bin Laden, o líder pretensioso da Al-Qaida ("O alicerce ou A base") simplesmente acabou tomando o crédito pelo maior ato terrorista da história.

Osama Bin Laden, então oficial da CIA ao lado de Zbigniew Brzezinski, atual conselheiro de política externa de Obama.

Membro da nobreza saudita real, não só frequentou a mesma Universidade da família Bush, com era membro da CIA e da sociedade Skull n´Bones

E a ideia agora é mover as nações contra a Síria, como mostra a reportagem: "LINK" com certeza chover bombas na Síria vai fazer com que seus habitantes parem de fugir do lugar. Não, isso não é nenhuma "burrice". É intencional mesmo, porque a ideia é REALMENTE derrubar Assad e aumentar o fluxo de refugiados. Não se esqueçam que o primeiro-ministro francês, Manuel Valls não é francês de verdade, ele é um judeu. Sua lealdade é para com Israel, e não para com a França. É por isso que para ele tanto faz se a população francesa nativa sofrer com a imigração generalizada.

Todos nós vivemos os últimos 14 anos na atmosfera de liberdades decrescentes, e os elementos de "não-liberdade" que são muito semelhantes às práticas do livro de George Orwell "1984" estão cada vez mais enraizada em nossas vidas. Não como "fascismos", mas  com um tipo especial de totalitarismo: do medo, é claro.

Para compensar os cidadãos das suas liberdades políticas limitadas e implementação de práticas prisionais, a Europa e os Estados Unidos começaram enfatizando os desconfiados "direitos secundários" do indivíduo.

Eu me relaciono a epidemia de "amor doce" dos governos europeus e chefes de Estados Unidos em relação ao amor do mesmo sexo, casamentos do mesmo sexo, babando gestos humanitários dos direitos dos deficientes e adoção de crianças doentes e estrangeiras, etc. - você pode continuar a lista - em particular com o aperto da vida política no Ocidente e do aumento dos poderes das polícias (...ou "milícias estatais", por muitas vezes! - NR).

Isto nós fizemos para os últimos anos, 2013, 2014 e 2015...e do qual nos trouxe novas surpresas. E ainda continua. A Europa enfrenta uma escolha: ou se tornar militante nacionalista como os elementos do nazismo e fascismo, ou será mudada além do reconhecimento. O problema da invasão de imigrantes para a Europa - é o mais terrível desafio para ela em toda sua história.

Qual é a situação?

Como resultado da política predatória dos EUA e a Europa, a soberania de vários países importantes foi soprada para o inferno. Afeganistão, Iraque, Líbia - agora terminando na Síria - foram atacados pelo Ocidente. As chamadas guerras dos "direitos humanos", os conflitos armados travados pelo Ocidente, foram e continuam a ser somente agressões, únicas com "vestimentas modernas de direitos humanos" mas que escondem sua essência canibal. A África é desestabilizada, direta ou indiretamente, os confrontos entre o "bem" e "mal" em vários países africanos - Mali, o exemplo mais gritante - destruiu-se sua condição de Estado também.

Ucrânia quebrou sua soberania aparentemente por si só, mas ela não foi incentivada pelos americanos, os poloneses, os holandeses, os alemães, os finlandeses, os franceses, os bálticos, falando pelos ucranianos no Maidan? Assim, o número de Estados destruídos é acompanhado pela Ucrânia. Os europeus e os Yankees posicionam sistematicamente o Maidan contra a Rússia. Curiosamente, agora que a Rússia não é um país comunista e nem Soviético, somos odiados com o mesmo zelo, portanto, tornou-se claro, espero, que o anti-comunismo e anti-sovietismo eram apenas uma camuflagem para sua Russofobia.

É claro que os povos e tribos fugiram de suas áreas devastadas. E para onde correr? As costas norte-americanos estão longe, os barcos frágeis não podem fazê-lo através do oceano.

E a partir da costa da Líbia devastada, a ilha italiana de Lampedusa está a poucos passos de distância. E também a Grécia está próxima.

Não importa o quão sinistro, inteligente e rico é o ISIS, no entanto, não pode se dar ao luxo de organizar o êxodo de um número incontável de refugiados. Eu não suporto a hipótese de que os demônios do inferno organizados entregaram centenas de milhares de refugiados para a Europa. Não o ISIS.

E que a maioria dos bárbaros que chegam à Europa são homens jovens, vejo um padrão simples: só os homens estão em melhor forma física do que as mulheres e crianças, eles podem superar as dificuldades e os sofrimentos da viagem para além dos três mares e em seu coração, a rica Alemanha.

Cartazes de boas-vindas e uma população acolhedora e sorridente para receber uma vaga de refugiados sem precedentes. é a face que a Alemanha, novo Eldorado, quer oferecer aos cerca de 800.000 refugiados que devem chegar este ano. 
Por detrás desta onda de solidariedade estão também motivos econômicos e demográficos. 
A primeira economia da Europa, com uma taxa de desemprego de apenas 6,4% e uma população a envelhecer, precisa desta mão-de-obra e vai precisar mais ainda dentro de alguns anos. 
Os empresários alemães pedem um acesso rápido e simples destas pessoas ao mercado de trabalho. 
Com 670.000 nascimentos contra 870.000 óbitos por ano, a população alemã tem dificuldade em renovar-se. A taxa de fertilidade é muito baixa, apenas de 1,36 por cada mulher em idade fértil. Os menores de 15 anos representam apenas 13% da população. Os menores de 25 anos são 22%, enquanto os maiores de 65 representam já mais de 20%. Em 2060, podem ser um terço da população.
A Alemanha faz assim apelo à mão-de-obra imigrante. Com a recente crise financeira, a Alemanha começou a recrutar licenciados vindos dos países do sul da Europa mais afetados, incluindo Portugal.
Neste momento, a Alemanha precisa de recrutar 140.000 engenheiros, programadores informáticos e técnicos, segundo a confederação patronal.
Se nada for feito, o país vai precisar de 1,8 milhões de trabalhadores de todos os setores dentro de 5 anos e de 3,9 milhões em 2040.
Outros setores a precisar de mão-de-obra são a saúde, a hotelaria e o pequeno comércio. Só este ano, há 40.000 postos de formação que devem ficar por preencher.
As iniciativas locais para recrutar estrangeiros multiplicam-se. Por enquanto, a lei exige que, antes de se dar emprego a um refugiado ou imigrante, haja uma prova de que nenhum candidato alemão é indicado para aquele posto de trabalho. Uma lei que pode ter os dias contados.  - Por Ricardo Figueira | Com SOPHIE DESJARDIN, 07/09 - Euronews notícias
Quem está por trás das ondas migratórias para o primeiro mundo? O capital. O que ele quer? Mão-de-obra barata e submissa... -NR

Qual deles fugiu da guerra, outros de ruína e da pobreza, que são as consequências da guerra, é difícil de saber. E o maior professor na Sorbonne não pode resolver isso. Ambas são verdadeiros.

Vocês, europeus e americanos, tem mexido com o formigueiro, chutando-o com suas botas, então o que vocês querem? Não reclamem, não ranjam, a culpa é sua! Para que os migrantes não se bandeiem para vocês, vocês devem criar para eles condições insuportáveis. Mas vocês não vão fazer isso. Bem, não porque eles não são do tipo não-gentil, mas suas imagens de "simpatizantes" é importante, e apenas limpam as mãos do sangue de cidadãos dos Estados quebrados em pedaços.

Como em 11 de setembro de 2001, os migrantes (imagens da estação de trem em Budapeste são marcante e fortes, porque este é o Oriente Médio, Ásia e África em fotos e vídeo, não a Europa) vai mudar o mundo para além do reconhecimento. Já mudou...

Ou haverá outra religião, olhos negros e pele escura. Deus nos salve de acusações de racismo (apenas no caso), mas os cidadãos da Alemanha serão semelhantes aos cidadãos do Oriente Médio. Ou haverá estados fascistas e racistas, que escondem atrás se escondem atrás de arame farpado, paredes e metralhadoras. Não há uma terceira opção.





Na Rússia, aprendi hoje, existem 2,5 milhões de refugiados provenientes da Ucrânia (ou melhor, 2.503.680 pessoas), mas eles não podem ser distinguidos dos russos. Então a assimilação não está nos ameaçando. Vamos ter os mesmos olhos, a mesma pele, a mesma religião. Nós não temos um problema de adaptação dos ucranianos. Que aconteceu para estar em uma posição melhor do que a Europa infeliz, condenada a desaparecer na forma em que existiu durante meio milênio.

Eu me importo. Eu preferiria a velha Europa. Mas se outra opção é impossível e a Europa é hostil à Rússia, deixem-na desaparecer.

O processo de auto-destruição do Ocidente é já irreversível. Como Gorbachev costumava dizer, "o processo se iniciou". Nós assistimos o processo de auto-destruição da URSS. Agora é a vez da Europa. Cada um por conta própria.

12 de Setembro de 2015

Fonte: Fort Russ

Nota: notas de autoria do editor.

Sobre o autor:

Eduard Veniaminovich Savenko (22 de fevereiro de 1943),  é russo, escritor pós-moderno, poeta, ensaísta, jornalista, editor do jornal Limonka e dissidente político. Fundador e ex-líder do banido Partido Nacional Bolchevique. Um adversário de Vladimir Putin, Limonov é um dos líderes do Partido A Outra Rússia.



Comentários

  1. O MELHOR BLOG QUE JÁ RECEBI! PARABENS E SUCESSO PARA VOCÊS. HEIL HITLER!

    ResponderExcluir
  2. Os europeus parecem ter se esquecido dos horrores da 2a. grande guerra. Estão provocando o grande urso. Os americanos estão apoiando ou talvez levando os europeus pela mão à guerra contra a Rússia. Acreditam que a distância do campo de batalha do seu território lhes garantirá mais uma vez a mesma proteção como aconteceu em outras guerras.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O Sentinela - Mídia dissidente brasileira

O mais lido da semana

A família de Hitler e seus descendentes hoje

Adolf Hitler e Eva Braun, sua futura esposa, com quem se casaria, segundo relato, pouco antes da capitulação frente aos aliados

Um assunto bastante curioso e interessante, porém, pouco e até mesmo delicado de se tratar é a questão da família de Hitler e seus descendentes no contexto do pós guerra. Evitado tanto pelo lado daqueles que lutaram contra a Alemanha Nacional-Socialista, quem sabe pelo fato de terem em cheque uma acusação de perseguição infundada e por isso mantenham interesses em ocultar certos segredos, quanto por aqueles que são e foram seus simpatizantes, talvez por falta de informação ou censura. 
Muitas foram e ainda são as especulações a cerca da origem do Chanceler alemão e sua descendência. Umas dizem que Hitler teria sangue judeu correndo e suas veias, vindas de seu avô (ou bisavô), ou que seria um membro família Rotschild (banqueiros judeus) ou mesmo que Hitler teria tido filhos e escondido tal fato da mídia, mas que porém, com a queda da Alemanha, os Aliados teriam …

2 milhões de alemãs - O Maior estupro em massa da História

Na foto, mulheres que suicidaram-se em uma praça, para não vivenciarem os estupros.
Aos 80 anos, Gabriele Köpp tem problemas com sono, por vezes, simplesmente não consegue comer. Aos 15 anos, ela foi repetidamente violada por soldados soviéticos, sendo virgem e não tendo nenhum conhecimento prévio sobre o sexo.
A revista "Spiegel" escreve que não existem os dados exatos sobre a quantidade de mulheres alemãs violadas pelo exército soviético, o número que aparece em várias publicações aponta para dois milhões de mulheres (2.000.000). Segundo a investigação do Dr. Philipp Kuwert, especialista de traumas e chefe do Departamento de Psiquiatria e Psicoterapia do Hospital universitário de Greifswald, a idade média das vítimas de violações soviéticas era de 17 anos e cada mulher foi violada em média 12 vezes. Quase metade das vítimas possui síndromes pós – traumáticos, incluindo os pesadelos, tendências de suicídio, anestesia emocional. Cerca de 81% destas mulheres adquiriram o efeito…

Matt Parott: A capital de israel é Washington D.C.

Por Matt Parott
A capital de uma nação é o seu lugar de poder incontestável, a base de onde ele dirige sua política militar e doméstica, seu centro de gravidade e seus cofres econômicos. Trump se inverteu em mais uma promessa de campanha, declarando que a embaixada dos Estados Unidos em Israel precisa se mudar de Tel Aviv, o centro neuronal real de Israel, para Jerusalém, como parte de um esforço para roubar mais território dos árabes. Em sua campanha, Trump prometeu ser um corretor honesto, para alavancar suas habilidades de negociação de classe mundial para tentar negociar a paz no Oriente Médio. Sem desculpas, ele está quebrando essa promessa.
O homem que escreveu "The Art of the Deal" não conseguiu concessões de Israel. Ele envolveu esta declaração sem nenhum acordo global de qualquer tipo que possa ser interpretado como uma tentativa de tentar chegar a um resultado justo. Trump está intimidando os palestinos em nome dos judeus, mesmo que a comunidade judaica americana per…

Benjamin Freedman, um judeu expondo a judiaria organizada pelo mundo

Benjamin Harrison Freedman [Friedman] foi uma das pessoas mais intrigantes e surpreendentes do século XX. Nascido em 1890, foi um empresário judeu bem-sucedido de Nova Iorque e chegou a ser o principal proprietário da Woodbury Soap Company. Rompeu com a Judiaria organizada após a vitória judaico-comunista de 1945 e gastou o resto de sua vida e grande parte da sua considerável fortuna, avaliada em cerca de 2,5 milhões de dólares, expondo a tirania judaica que envolveu os Estados Unidos.
Mr. Freedman sabia do que falava, porque tinha sido um insider [membro de um grupo com acesso a informação confidencial] nos mais altos níveis de organizações e maquinações judaicas que tinham por objectivo obter poder sobre a nossa nação [EUA]. Mr. Freedman privou de perto com Bernard Baruch, Samuel Untermyer, Woodrow Wilson, Franklin Roosevelt, Joseph Kennedy, John F. Kennedy e muitos dos homens mais poderosos dos nossos tempos.
Este discurso no Willard Hotel, em Washington DC, foi proferido perante uma…

América Latina, o último bastião ocidental? Porque o islã não cresce aqui

Segundo um estudo feito pelo Pew Research Center (Centro de Pesquisas Pew - PRC) (1), intitulado; "O Futuro das Religiões do Mundo", divulgado em abril desse ano, prevendo a projeção para o futuro das religiões, indicou que o número de adeptos do islã irá ultrapassar, caso assim continue, o número de cristãos até o fim desse século (entre 2050 - 2100, tornando-se a religião com o maior número absoluto de fiéis do planeta. E, seguindo a contra corrente mundial, a única região do mundo em que isso não vai acontecer é a da América Latina, pois o aumento do número de seguidores do Corão não acompanha o ritmo registrado em outras partes do mundo. Oque, por conseguinte, aponta essa parte da América como a única região onde a taxa de crescimento da população estimada para 2050 supera com folga o aumento de muçulmanos.
O islã, como se pode deduzir no parágrafo acima, é de fato a religião que mais cresce no mundo. O levantamento prevê que, entre 2010 e 2050, enquanto a média de cresci…

Nimrod de Rosario, Sabedoria Hiperbórea e Geopolítica

Luis Felipe Moyano (1946-1996), mais conhecido como Nimrod de Rosario, foi um escritor argentino que estudou profunda e extensivamente a comparatividade de religiões, a espiritualidade e a mitologia ao longo da história; e deu desenvolvimento a uma Cosmologia gnóstica conhecida como Sabedoria Hiperborea. Ele é o autor de "El Misterio de Belicena Villca" (O Mistério de Belicena Villca), um romance místico-histórico, e dos dois volumes do tratado "Fundamentos de la Sabiduría Hiperbórea" (Fundamentos da Sabedoria Hiperbórea), um estudo complexo, incluindo muitos detalhes científicos, lidando muitas vezes com a Física e as correlações de tempo-espaço.
Ele também foi o fundador da sociedade esotéricasecreta OCTRA (Orden de Caballeros Tirodal de la República Argentina -  Ordem Tirodal dos Cavaleiros da República Argentina, sendo "Tirodal" uma contração dos nomes das duas runas "Tyr" e " Odal "), e se correspondia com o conhecido escritor chil…

A Grande Farsa do Holocausto Judaico (PARTE I) - "Fotos Falsificadas"

Todos os anos desde o fim da Segunda Guerra Mundial nos deparamos com centenas de livros, documentários, seriados de TV e tantos outros materiais relacionados ao genocídio ou ao assassinato de 6 milhões de judeus em câmaras de gás nos campos de concentração, cometidos pelos Nacional-Socialistas durante a Segunda Guerra Mundial, mais precisamente do ano de 1942 à 1945. Não seria lógico entender a invenção do Holocausto como uma maneira de esconder os crimes cometidos pelos próprios aliados em Hiroshima, Nagasaki, Dresden e tantos outros? Como podemos explicar a atual posição de alguns historiadores e até mesmo do ex-presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, em negar tal acontecimento? Como muitos sabem, e também muitos não sabem, na Europa a negação do Holocausto vêm sendo criminalizada com leis específicas, impedindo pesquisadores e pessoas sérias de saberem o que de fato aconteceu nos campos de concentração alemães durante o período de 1942 até 1945. 
No entanto, este grave crime cont…

A investigação que revelou "exércitos" de perfis falsos usados para influenciar eleições e a política no Brasil

Todos os seres humanos pensantes ao uns poucos anos atrás só sabiam de monitoramento em escala mundial através de filmes de ação e espionagem geralmente hollywoodianos. Essas mesmas pessoas ficaram bestificadas, outras em negação e muitas nem se quer suspeitam da gravidade dos fatos, quando Eduard Snowden desertou do próprio país e revelou ao mundo que a NSA investigava a tudo e a todos através de todos os meios de comunicação existentes. Também tivemos o mesmo tipo de reação, quando Julian Assange através do intrépido "Wikilliks" revelou os esquemas de chantagem, sabotagem e falcatruas contra os povos da terra cometidos pelo governo estadunidense através de anos, incluindo suas figurinhas mais proeminentes como o "satã de saias" sra. Hillary Clinton. 
Depois de tudo isso não é difícil, porém não menos grave, que em nosso país geopoliticamente estratégico enquanto nação dominada não tivesse seus próprios meios de sabotagem interna parecidos, onde um grande exemplo s…

6 anos sem Kadhafi: o "fenômeno" cuja morte arruinou Líbia

Faz hoje cinco anos desde que o líder líbio foi morto a sangue frio perante câmeras de celulares e com o consentimento dos países que participaram da campanha anti-líbia de 2011. 
NT: matéria de 28/11/2016
O coronel Muammar Kadhafi liderou o país por 42 anos. A guerra civil que se iniciou no momento de sua morte continua há já cinco anos. Todas as tentativas de criar órgãos de governação fracassaram, a economia está arruinada. A crise foi substituída pelo caos, que ameaça toda a região, e isso se tornou no resultado da tentativa das potências ocidentais para alterar a organização política dos países africanos.
A Sputnik Árabe falou com o jornalista favorito do líder líbio, Abdel Baset bin Hamel. A experiência líbia, que continuou por 42 anos sob o governo de Muammar Kadhafi, permanecerá como parte incomparável da história do país. O país passou de forma regular por reformas, porque de vez em quando surgiam problemas na educação, saúde ou infraestrutura. Entretanto, a razão da crise de hoj…

Terceira Posição: sintese Histórica e Ideologica

tradução: Gabriel Pimentel
Recentemente tem havido algumas discussões no que diz respeito ao que constitui ao terceiro posicionamento politico. Eu decidi tomar ele próprio como tema, e iniciar uma discussão sobre a história da terceira posição, suas variantes, e algumas dessas variantes como princípios ideológicos.
Eu não quero que este tema para se degrade em um debate sobre se ou não conceitos tais como o nacional-anarquismo são compatíveis com o nacionalismo "terceirista", esta discussão é principalmente sobre a história e a ideologia dos movimentos de terceira posição, por isso peço a todos centrem esta conversa em torno destes temas exclusivamente.
Definição:
O conceito de terceira posição é algo muito básico. É uma vértice que se dissipa entre o capitalismo e o socialismo, algo como uma "terceira opinião".
Os historiadores e teóricos políticos normalmente usam o termo para descrever várias correntes ideológicas nacionalistas que se originaram no início do século 2…