Pular para o conteúdo principal

Um verdadeira Democracia


Por: Alfred Berndt

No Estado de Adolf Hitler, a base do governo volta a se fundamentar diretamente no povo. Em nenhum outro Estado do mundo a ligação imediata entre governo e povo é tão estreita quanto no Estado Nacional-Socialista, tornando-o o Estado mais democrático do mundo.

Como nenhum outro governo do mundo, o governo de Adolf Hitler consultou ano após ano o povo alemão sobre a política do governo do Reich e outras questões importantes da vida cotidiana da Nação. Ele pode fazer isso em plena consciência, tão orgânica era sua relação com o povo, de que nada tinha a temer frente à decisão do povo.

Em março de 1933, 17.269.629 de alemães deram seu apoio ao Führer e ao NSDAP, perfazendo 43,9% dos votos na eleição do Reichstag.

Em novembro de 1933, quando o Führer anunciou a saída do Reich alemão da Liga das Nações e simultaneamente convocou um plebiscito sobre esta política e a nova eleição do Reichstag, ficou documentada a confiança que ele e seus seguidores conquistaram em meio ano: 39.655.212 de alemães – de um total de 43.053.616 eleitores – deram seu voto de confiança para ele e o NSDAP.

Quando em 19 de agosto de 1934 deveria ser votada a lei sobre o governo máximo do Estado, que unificava a função de presidente e chanceler do Reich, 38,4 milhões de alemães ou 90% votaram a favor.

A coroação deste reconhecimento do povo favorável ao seu Führer aconteceu a 29 de março de 1936. A justificativa neste plebiscito foi assim descrita:

“Na intenção de proporcionar ao povo alemão a oportunidade de manifestar sua vontade após uma política de três anos para restauração da honra nacional e soberania do Reich, unido com a virtuosa intenção para uma verdadeira reconciliação e entendimento entre os povos, baseado no fundamento de iguais direitos e deveres, eu dissolvo o Reichstag em 28 de março de 1936. Novas eleições para o Reichstag acontecem a 29 de março de 1936.”


Como sempre o Führer se colocou à frente da lista de candidatos. Aquilo que o mundo todo não considerava como possível, algo sem comparação, tornou-se realidade. 98,8% da população, 44.411.911 de alemães votaram a favor do Führer, votação que contou com uma participação eleitoral quase nunca vista no mundo.

Assim foi realizada a vontade do povo alemão, uma verdadeira democracia no Estado de Adolf Hitler, onde a República de Weimar havia fracassado.

Gebt mir vier Jahre Zeit, Cap. 4

Nas atuais pseudo-democracias ocidentais, aquilo que os governos mais temem é a realização de plebiscitos populares. A maioria da população é favorável à liberação das armas. E o que o governo faz? Proíbe. A maioria da população é favorável à condenação do aborto. E o que o governo faz? Libera. A maioria da população seria favorável à mudança do sistema econômico baseado na cobrança dos juros bancários. E o que o governo faz? Fornece a ela os maiores juros do planeta.

A maioria das medidas políticas nacional-socialistas visava a união do povo, superando qualquer divisão marxista de classes ou castas. Seja qual for a orientação das atuais correntes políticas vigentes, todas elas promovem a manutenção do sistema de escravização pelos juros bancários, além de lamentavelmente por este governo, a desagregação da população através do incitamento entre os povos, principalmente ao tentar criar um factoide, culpando a “elite branca” pelos problemas atuais, como bem descrito no artigo “Um país formado por muitos povos”. - NR.

Fonte:

Comentários

  1. http://mikesmithspoliticalcommentary.blogspot.com.br/2015/04/trying-to-understand-behaviour-of-white.html?m=1

    ResponderExcluir
  2. The Elite( jew) Declared War Against Us. They Expect #Resistance.

    Posted on May 11, 2015 by horse237 https://vidrebel.wordpress.com/

    The #elites have been at war with #America all my life. I can remember in high school reading a Foundation study saying we needed to cut world population to a billion or so people. There have been hundreds of studies since which also concluded billions of people like you and me should stop breathing.

    I think I am justified to conclude that anyone who wants to kill 6 billion people has declared war against us.

    I have decided to write this essay based on an article by Brandon Smith which appeared at Zero Hedge. It included a talk given by Max Boot on insurgencies. It seems the rich and powerful are worried that the 5 or 6 #billion who are supposed to die to benefit the Uber Rich might object to decisions made concerning their early demise.

    Smith specifically mentioned the US Army exercise Jade Helm which is using resources from the FBI and the DEA. This is clearly not an exercise designed to train US troops for battle in Iraq or Iran. He thinks the billionaires are preparing to defend their position because they know we are near an economic collapse.

    I have said that the Mossad has put forward two publicity campaigns to explain to American Christians that an economic collapse in September of 2015 and even a war were the Will of God and not caused either by the gross criminality of Bankers or by Israeli Warhawks.

    #China has decided to apply to the IMF to add the yuan to the SDR basket of currencies. America depends on its ability to print the world’s reserve currency to feed itself. Wall Street has stolen everything so when we lose our reserve currency status 80% of Americans will be reduced to abject poverty. That is unless we reform the system.

    There is so much corruption in our government that Bankers have been allowed to steal money by the tens of trillions of dollars and yet not one man from Wall Street has seen the inside of a jail. But then the Chinese are doing the same. The wealthy of China created nearly a trillion a year in false invoices to get money out of the country. They do have $4 trillion in British banks in the Caribbean. Asia Times magazine says the Banks launder at least $200 billion a year in bribes for Chinese officials.

    My previous essay explored that relationship between the elite in America and China. I concluded that a threatened Thermonuclear involving the US, China and Russia could be used to keep the exploited citizens of those nations in line after their economies collapse more devastatingly than during the Great Depression.

    Max Boot is an adviser to the Defense Department on insurgencies. His advice is well heeded by the elite. They need to control the flow of information to prevent Americans from resisting. Boot thinks American won the Revolutionary war because British public opinion turned against the war and its costs. Americans did make more money than did British workmen. But he thinks that the British could have won if they had waged war like the Romans did against Spartacus. Crucify a few thousand rebels. Only a minority of the colonials supported the revolt anyway.

    ResponderExcluir
  3. Max Boot does not understand America. He was born in Moscow. He was raised in Los Angeles in a Jewish family and attended America’s best universities. But he actually thinks crucifying Americans could work. American Christians would seriously object to crucifixion. If he tried that today, he would not be able to count the number of bullets in the bodies of the men who followed his orders. American cops fired 137 bullets into the bodies of one unarmed couple in a car.

    Boot thinks torturing resistance leaders is fine as long as the general public does not get wind of it. He likes the British Malay model. Put the people in concentration camps and cut off their contact with the rebels.

    He can monitor us 24/7 with NSA snooping. But that is only good in the initial stages. It intimidates the timid. It also identifies the opposition. The #government knows who does not like them. During the Bush administration, they compiled a list of 8 million people to be ‘Disappeared’ in case of national emergency. There are by now probably many more than that on their ‘To Be Disappeared List’. The problem is that Wall Street’s Minions in DC cannot go into full combat mode against 8 to 10 million people. If they want to ‘Disappear’ 10 million Americans, 20 or 30 million will think they are coming for them because there is no way to know you are not on the ‘Kill list.’ Millions of Americans will grab their guns and shoot the men seeking to do them harm. On Day 2 they will seek vengeance against those who gave the orders. The Resistance will probably cut all electricity going into Washington DC before Day 3 is over. It will not be a pretty sight.

    Boot said they should use Special Forces to target specific men in the armed rebellion as the British did in Malay in the 1950s. The US has 25,000 Special Ops soldier. One problem is that even if he can get 50,000 soldiers to go out and grab 10,000 Americans a day, how many days would it take to grab 10 million people? And how many men would come back alive after Day One and then Day Two and Three.

    Another problem is that Boot currently has no armed #rebellion so what will he do? He could blow something up like the Israelis and the US government did on 911 at the World Trade Center and at the Pentagon. But people are already having trouble believing the lies they are told.

    Boot also said the British succeeded by making promises of independence and reform to the people of Malay. That definitely can’t happen here. The Bankers control the government and stole money from us by the tens of trillions. They will not voluntarily go to jail and surrender the tens of trillions of dollars they stole from us. Nor will they surrender the right to charge us interest on the money they created out of nothing. And they cannot stop their attacks against the Bill of Rights.

    Max Boot, Wall Street and Israel can never offer reform.

    Brandon Smith thinks they would use Bio metric IDs to control our movements in isolated cities. That would restrict travel and be bad for business and tourism. Smith cited the example of the G-20 meeting in Pittsburgh which used an overwhelming show of force. They had 4,000 cops shut down the city center and allowed access through one street only. What Smith does not say is that the thug cops went to a park and found non-protesting civilians and quite a few students. They cordoned off the innocent and sent in the riot cops to beat people up. That will not fly. People in America are armed. If the mayors and governors do not listen, then someone will start shooting at them and at anyone who orders the cops to round them up and ‘Disappear’ them.

    ResponderExcluir
  4. The 2010 census included GPS coordinates for every home in America. They could theoretically use drones and Hellfire missiles to take out the homes of 20,000 or even 50,000 people. That will last until millions of armed men come looking for politicians and Bankers.

    There are technically alert people in the resistance who have downloaded various ways to interfere with drones. One is an Electromagnetic Pulse (EMP) weapon. Another is to spoof GPS coordinates as the Iranians did to take down a CIA drone. In any event American military bases require food, water and electricity which can be denied. As I already said, electricity would be cut for the government cities in the early days.

    The following is Brandon Smith’s advice

    ‘Jade Helm is training to snatch and grab the leaders of the Resistance. Crisis is the best weapon the elites have at their disposal, and exercises like Jade Helm show that they may use that weapon in the near term. The defense that defeats crisis is preparation — preparation not just for yourself, but for others around you. War is coming, and while we can’t know the exact timing, we can assume the worst and do our best to be ready for it as quickly as possible.’

    That is sound advice. We also need to establish networks both online and in real life where we can distribute the truth. We need to warn people about an impending economic crisis that will force the Uber Rich to end democracy and to wage an active war against us while staging a conflict with #Russia, China and and their allies.

    Depressions are periods in time when Unpayable Debts are cancelled en masse. Our Criminal Financiers have created more Unpayable Debts than anytime in history which means we are headed towards the worst Depression in history. We can end this current Depression painlessly by canceling debts scientifically as they did in ancient Babylon. I would recommend that we arrest the Bankers, seize their assets and use those repatriated funds to pay for worldwide Debt Cancellation.

    I believe this first article will explain how #Debt Cancellation can be used to permanently remove the elite from power.

    Debt Cancellation Is The Best Way To Take Down Bilderberg

    https://vidrebel.wordpress.com/2015/04/07/debt-cancellation-is-the-best-way-to-take-down-bilderberg/

    The following article refers to the Hebrew cycle which predicts Bad Things for America coming on or about September 13, 2015.

    Shemitah 2015 Demystified: Will The Economy Drop Like A Rock In September

    https://vidrebel.wordpress.com/2015/03/02/shemitah-2015-demystified-will-the-economy-drop-like-a-rock-in-september/

    And this article (also likely inspired by the Mossad) refers to a Hebrew war cycle which ends on or about September 28, 2015.

    Was John Hagee Told By The Israelis When They Plan To Blow Up The World?

    https://vidrebel.wordpress.com/2013/03/28/was-john-hagee-told-by-the-israelis-when-they-plan-to-blow-up-the-world/

    This article will fill in the gaps in the political education of people who suffered through public schools.

    Israel Killed JFK And Has Ruled America Ever Since.

    https://vidrebel.wordpress.com/2014/11/22/israel-killed-jfk-and-has-ruled-america-ever-since/

    These are articles I referred to above:

    When The Elites Wage War On America, This Is How They Will Do It

    by Brandon Smith

    http://www.zerohedge.com/news/2015-05-06/when-elites-wage-war-america-how-they-will-do-it

    Military Site’s Forecast for 2025: Economic Collapse Will Lead to Massive 78% Depopulation in America

    http://www.shtfplan.com/headline-news/military-sites-forecast-for-2025-economic-collapse-will-lead-to-massive-78-depopulation-in-america_05062015

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O Sentinela - Mídia dissidente brasileira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Oque nossos leitores mais leem

2 milhões de alemãs - O Maior estupro em massa da História

Na foto, mulheres que suicidaram-se em uma praça, para não vivenciarem os estupros.
Aos 80 anos, Gabriele Köpp tem problemas com sono, por vezes, simplesmente não consegue comer. Aos 15 anos, ela foi repetidamente violada por soldados soviéticos, sendo virgem e não tendo nenhum conhecimento prévio sobre o sexo.
A revista "Spiegel" escreve que não existem os dados exatos sobre a quantidade de mulheres alemãs violadas pelo exército soviético, o número que aparece em várias publicações aponta para dois milhões de mulheres (2.000.000). Segundo a investigação do Dr. Philipp Kuwert, especialista de traumas e chefe do Departamento de Psiquiatria e Psicoterapia do Hospital universitário de Greifswald, a idade média das vítimas de violações soviéticas era de 17 anos e cada mulher foi violada em média 12 vezes. Quase metade das vítimas possui síndromes pós – traumáticos, incluindo os pesadelos, tendências de suicídio, anestesia emocional. Cerca de 81% destas mulheres adquiriram o efeito…

Por que os países árabes ricos não recebem os refugiados muçulmanos?

Porque eles não querem que eles residam permanentes...
Os trabalhadores estrangeiros são muito produtivos para o trabalho, melhorando a economia do país e vão para casa quando seus contratos estão chegando ao fim.
Os residentes estrangeiros, no entanto, tendem a trazer sua própria bagagem cultural e política com eles. Esses países já estão lutando para lidar com a modernização e reformas políticas/sociais, de modo que eles não precisam da "porcaria de ninguém" empilhada sobre si.
os "Idiotas do leste" estão muito felizes em ajudar...mesmo os trabalhadores estrangeiros podendo ser um fardo, como foi mostrado durante a Guerra do Golfo em 1991.
Trabalhadores palestinos e iemenitas foram expulsos de vários desses estados, porque seus governos saíram em apoio ao Iraque, ao contrário da política de seus governos, que era de acolhimento.
Com os trabalhadores estrangeiros, você pode simplesmente cancelar seus vistos e enviá-los para casa. Se você tem pessoas aceitas como imigra…

A família de Hitler e seus descendentes hoje

Adolf Hitler e Eva Braun, sua futura esposa, com quem se casaria, segundo relato, pouco antes da capitulação frente aos aliados

Um assunto bastante curioso e interessante, porém, pouco e até mesmo delicado de se tratar é a questão da família de Hitler e seus descendentes no contexto do pós guerra. Evitado tanto pelo lado daqueles que lutaram contra a Alemanha Nacional-Socialista, quem sabe pelo fato de terem em cheque uma acusação de perseguição infundada e por isso mantenham interesses em ocultar certos segredos, quanto por aqueles que são e foram seus simpatizantes, talvez por falta de informação ou censura. 
Muitas foram e ainda são as especulações a cerca da origem do Chanceler alemão e sua descendência. Umas dizem que Hitler teria sangue judeu correndo e suas veias, vindas de seu avô (ou bisavô), ou que seria um membro família Rotschild (banqueiros judeus) ou mesmo que Hitler teria tido filhos e escondido tal fato da mídia, mas que porém, com a queda da Alemanha, os Aliados teriam …

Negros e árabes escravizaram portugueses por 741 anos. Onde estão minhas reparações?

A grande "dívida" que os brancos tem com os negros por 400 anos de escravidão é provavelmente a maior mentira já contada na história. O preconceito contra os brancos é tão grande que até o Google mudou o resultado da minha pesquisa de “império mouro escravidão” para “império romano escravidão”. Mouro vem do latim Maures que significa Negro, devido a cor da pele deles dos integrantes do Império Mouro.
O Império Mouro foi o grande império muçulmano que conquistou o norte da África, Oriente Médio e Península Ibérica ( onde hoje se localizam Portugal e Espanha), é o mesmo império que alguns muçulmanos querem refazer através do estado islâmico. Com o regime de Califado, onde um homem seria escolhido por Deus para liderar o povo muçulmano na conversão do mundo para o islamismo.
Com o declínio do Império Romano, o Califado conseguiu uma brecha e em menos de uma década conquistou a península Ibérica inteira. Apesar da resistência de algumas regiões que voltaram rapidamente ao domínio …

Os judeus a Revolução Comunista russa e o assassinato do Czar

Acima, Tatiana e Olga; Sentados: Maria, Alexandra, Nicolau e Anastácia. E no chão, Alexei
Por Mark Weber
Na noite de 16-17 de julho de 1918, uma esquadra da polícia secreta Bolchevique assassinou o último imperador da Rússia, o Czar Nicolau II, junto com sua esposa, a Czarina Alexandra, seu filho mais velho de 14 anos, o Czaverch Alexis, e suas quatro filhas. Eles foram abatidos numa salva de balas num pequeno espaço de um cômodo da casa em Ekaterinoburgo, uma cidade na região dos Montes Urais, onde eles estavam mantidos como prisioneiros. A complementação da execução das filhas foi feita com baionetas. Para prevenir o culto ao Czar morto, os corpos foram descartados para o campo aberto e apressadamente enterrados em um túmulo secreto.
Avaliando o sinistro legado do comunismo soviético
As autoridades Bolcheviques inicialmente relataram que o imperador Romanov tinha sido baleado após a descoberta de um plano para liberar ele. Por algum tempo as mortes da Imperatriz e das crianças foram…

Gudrun Burwitz, a filha de Himmler, ativismo e família

Gudrun Burwitz, hoje com 86 anos. Na foto, aos desperdice dos netos no subúrbio do Munique, onde mora até hoje
Ao acenar adeus a seus netos, Gudrun Burwitz apresenta a figura de uma mulher pronta para viver o resto de seus dias em paz e sossego. Porém, a filha de Heinrich Himmler ainda trabalha em um ritmo forte em seu ativismo a favor dos perseguidos pelo sistema por serem ou trabalharem para o nacional-socialismo.
A Sra. Burwitz sempre alimentou a memória de seu pai, o homem que dirigia a Gestapo, e a SS como um homem bom e digno.
E apesar de sua idade avançada, formada advogada, ela continua a ajudar antigos integrantes do nacional-socialismo a escapar da perseguição judicial a qual foram impostos pelos inimigos da Alemanha. 
Como a figura de liderança do grupo Stille Hilfe – Ajuda Silenciosa – ela provê todo tipo de ajuda, inclusive financeira, aos ex-integrantes nazi e colaboradores. Grupo formado em 1951 por um grupo de oficiais de alta patente das SS, na Alemanha, o grupo existe pa…

O calvário das viúvas da ocupação

Após a liberação dos territórios ocupados pelos alemães dos países europeus, milhares de mulheres que tinham relacionamentos com soldados alemães foram expostas a execuções humilhantes e brutais nas mãos de seus próprios concidadãos. Era a "Épuration Légale" ("purga legal"), a onda de julgamentos oficiais que se seguiu à liberação da França e da queda do Regime de Vichy. Estes julgamentos foram realizados em grande parte entre 1944 e 1949, com ações legais que perduraram por décadas depois.
Ao contrário dos Julgamentos de Nuremberg, a "Épuration Légale" foi conduzida como um assunto interno francês. Aproximadamente 300.000 casos foram investigados, alcançando os mais altos níveis do governo colaboracionista de Vichy. Mais da metade foram encerrados sem acusação. De 1944 a 1951, os tribunais oficiais na França condenaram 6.763 pessoas à morte por traição e outros crimes. Apenas 791 execuções foram efetivamente realizadas. No entanto, 49.723 pessoas foram …

A Grande Farsa do Holocausto Judaico (PARTE I) - "Fotos Falsificadas"

Todos os anos desde o fim da Segunda Guerra Mundial nos deparamos com centenas de livros, documentários, seriados de TV e tantos outros materiais relacionados ao genocídio ou ao assassinato de 6 milhões de judeus em câmaras de gás nos campos de concentração, cometidos pelos Nacional-Socialistas durante a Segunda Guerra Mundial, mais precisamente do ano de 1942 à 1945. Não seria lógico entender a invenção do Holocausto como uma maneira de esconder os crimes cometidos pelos próprios aliados em Hiroshima, Nagasaki, Dresden e tantos outros? Como podemos explicar a atual posição de alguns historiadores e até mesmo do ex-presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, em negar tal acontecimento? Como muitos sabem, e também muitos não sabem, na Europa a negação do Holocausto vêm sendo criminalizada com leis específicas, impedindo pesquisadores e pessoas sérias de saberem o que de fato aconteceu nos campos de concentração alemães durante o período de 1942 até 1945. 
No entanto, este grave crime cont…

A verdade sobre Olga Benário e Prestes

Olga Gutmann Ben-Ario (1908 - 1942)
Por: Luiz Gonçalves Alonso Ferreira (1)

Na alvorada de março de 1934, vindo de Buenos Aires portando passaporte americano, desembarcara no Rio de Janeiro um sujeito de nome Harry Berger. Preso pela polícia carioca no natal de 1935, logo revelou-se a identidade secreta do viajante. Chamava- se, o misterioso elemento, Arthur Ernst Ewert, judeu alemão, fichado em seu país de origem, no qual era ex- deputado, como espião. Constava também processo por "alta traição".
Berger era o agente do Komintern, especialista em golpes subversivos, enviado para o Brasil com a missão de dirigir intelectualmente o plano traçado em Moscou, que objetivava a instauração de uma ditadura de tipo stalinista no País, por meio de levante armado. Sob ordens de Berger, lá estava Luiz Carlos Prestes, homem escolhido para encabeçar um "governo popular nacional revolucionário", segundo relatório do próprio Berger para o Komintern.
Prestes angariou simpatia no meio c…

“Nossas mães, nossos pais” - Um filme sobre a verdade da guerra

O filme “Nossas mães, nossos pais” (do alemão: "Unsere Mütter, unsere Väter"), exibido pelo canal de televisão alemão ZDF, conta a história de cinco jovens para os quais a Segunda Guerra Mundial se torna um desafio moral e ético, deixando clara a impressão de que a Alemanha está cansada de arrependimentos. O filme basicamente apresenta os soldados soviéticos como estupradores, os poloneses como antissemitas desumanizados e os ucranianos como sádicos. O contexto do drama vivido na invasão da Europa na sua verdadeira face.
A diplomacia russa considerou inaceitável o filme e enviou uma carta ao embaixador da Alemanha dizendo que a “maioria absoluta dos russos que teve a oportunidade de assistir ao filme” o achou inaceitável. Também foi criticado a exposição que fez o filme as atrocidades cometidas pelas tropas da URSS aos excessos isolados perpetrados por militares soviéticos na Alemanha, os quais foram severamente punidos pelo comando militar soviético, mas tão só depois de um …